queimadura, o que fazer em queimadura


O que fazer em caso de queimaduras leves, moderadas e graves?


Por Suprevida


O guia de tratamento de queimaduras: o que fazer em caso de queimaduras leves, moderadas e graves

Saiba: queimaduras são um problema de saúde pública no Brasil, segundo o Ministério da Saúde. Estima-se que aconteçam cerca de 1 milhão de casos ao ano no país, sendo que desses, 100 mil precisam buscar um hospital e, desses 2.500 morrem por causa da gravidade das lesões.

Nem todas elas, entretanto, são tão sérias e podem até ser tratadas em casa. As queimaduras são classificadas de acordo com o grau de destruição das camadas da pele. Quanto mais camadas destruídas, séria e maior o “grau” ela terá.

Saiba o que fazer de acordo com o tipo de queimadura que teve:

Primeiro Grau
É a queimadura mais leve e menos séria, porque afeta só a camada mais superficial da pele, chamada de epiderme. Um dos clássicos exemplos de queimadura de primeiro grau é a queimadura solar. A pele fica intacta, mas super vermelha, quente e dolorida quando encostamos nela. Às vezes, aparecem bolhas. Outros exemplos: quando encostamos no forno ou em uma panela quente.

Embora ela não exija tratamento médico, é importante tratá-la com muito cuidado. Veja o que recomenda a Associação Americana de Queimaduras:

  • Remova jóias, relógio, anéis e roupas ao redor da área queimada o mais rápido possível.
  • Resfrie a queimadura imediatamente com água fria (não gelada!) por 5 a 10
  • Ao contrário do que se costuma dizer por aí, não use nenhum remédio caseiro, nem mesmo manteiga ou pasta de dente, que podem piorar a queimadura.
  • Surgiram bolhas? Deixe-as como elas estão!
  • Cubra a queimadura com um curativo estéril não aderente. Enrole a área queimada com uma gaze, sem apertar!
  • Está doendo muito? Pode tomar um analgésico.
  • Se a queimadura tiver pegado uma pequena área de pele, aplicar alguma loção calmante, como aloe vera, pode ajudar a aliviar a dor. A Academia Americana de Dermatologia recomenda passar vaselina a cada 8 horas.
  • Beba bastante líquido, de preferência água.


Embora a queimadura não seja tão grave, isso não quer dizer que ela não possa ser infectada e tornar-se mais séria, exigindo cuidados médicos. Se você notar inchaço, tiver febre e ela não melhorar com os dias, procure o médico imediatamente.

Segundo e Terceiro Graus
A queimadura de segundo atinge a primeira e a segunda camada da pele, chamada de derme. Geralmente, ela dói bastante, a região queimada fica bem inchada e vermelha e bolhas se formam. Acontece, por exemplo, quando temos contato com água fervendo, exposição ao fogo ou queimadura de sol grave.

Se a área queimada tem mais ou menos até 7 centímetros, é possível tratar como se ela fosse uma queimadura de primeiro grau. Agora, se a região afetada é grande ou a queimadura tiver pego os pés, o rosto, as orelhas, olhos ou a virilha, é preciso procurar um médico ou um hospital imediatamente. De maneira nenhuma tente você remediar em casa.

Já a de terceiro grau, além de destruir as duas camadas da pele, também pode danificar músculos, tendões e até o osso. Por isso, ela é a de maior gravidade. Ela não costuma doer, porque as terminações nervosas responsáveis pela sensação dolorosa são destruídas. Elas são causadas, por exemplo, por exposição ao fogo de um incêndio, por algumas substâncias químicas, contato com um objeto quente por longo período e até pelo contato com eletricidade de alta tensão.

Ambos os tipos de queimadura podem causar infecções sérias, principalmente se a área atingida tiver sido grande ou a pessoa não tiver recebido tratamento correto. Aliás, a infecção das lesões é o maior problema do tratamento de queimados. Por isso, é essencial levar a pessoa queimada imediatamente a um hospital ou chamar o SAMU, através do 192.

No hospital, a primeira providência é limpar e remover o tecido queimado e que está morto. Isso geralmente é feito através de procedimento cirúrgico. Geralmente, esse tipo de queimadura também exige o uso de remédios contra dor, antibióticos para prevenir infecção e, dependendo da região afetada, até cirurgia para enxerto de pele, para aliviar a pressão ou para melhorar o fluxo de sangue.

Também é necessária uma dieta especial rica em proteínas, os tijolos que vão ajudar a reconstruir a pele e os músculos queimados, além de suplementos nutricionais.

Importante: a hidratação. Em queimaduras graves, muito fluido é perdido através da pele e o queimado pode ficar desidratado. No hospital, chega-se a administrar fluidos por via intravenosa para evitar desidratação.

Aproveite e conheça nossa loja de Produtos para Saúde