UTILIZE O CUPOM
PRIMEIRACOMPRA
GANHE 5% DE DESCONTO E 5% DE CRÉDITO EM TODAS AS COMPRAS.
CUPOM
PRIMEIRACOMPRA
5% OFF + 5% DE CRÉDITO.

Escolha seus produtos para saúde


Estudo confirma que exercício físico é fundamental para viver mais


As pessoas de meia-idade podem acrescentar anos às suas vidas apenas levantando do sofá e dando um passeio todos os dias – embora não faça mal fazer ainda mais, sugere um grande novo estudo.

Os pesquisadores acompanharam mais de 100.000 americanos por décadas e descobriram o que muitos mostraram antes: pessoas que se exercitam tanto quanto os especialistas em saúde recomendam tendem a viver mais.

De acordo com essas recomendações, os adultos devem se esforçar para se exercitar moderadamente por 150 a 300 minutos por semana, por meio de atividades como caminhadas rápidas. A outra opção é fazer atividades mais suadas, como correr ou andar de bicicleta em um ritmo rápido, por 75 a 150 minutos por semana.

Neste estudo, as pessoas de meia-idade que atingiram esses objetivos tinham cerca de 20% menos probabilidade de morrer nos próximos 30 anos.

Mas, embora atingir essas metas fosse bom, o estudo descobriu que superá-las era um pouco melhor.

As pessoas que praticavam regularmente duas a quatro vezes a quantidade recomendada de exercícios – moderados ou vigorosos – reduziram mais alguns pontos percentuais do risco de morrer durante o período do estudo.

Os especialistas enfatizaram que o mais importante é se movimentar regularmente, pois quantidades factíveis de atividade são melhores do que nenhuma.

“A maioria das pessoas – particularmente pessoas insuficientemente ativas – pode obter benefícios significativos para a saúde realizando os níveis de exercício atualmente recomendados”, disse o pesquisador Dong Hoon Lee.

No entanto, para obter o “benefício máximo” em termos de longevidade, é uma boa ideia passar mais tempo ativo, disse Lee, pesquisador associado da Harvard School of Public Health, em Boston.

As descobertas, publicadas em 25 de julho na revista Circulation, são baseadas em mais de 100.000 profissionais de saúde dos EUA que participaram de dois estudos de saúde de longa duração. No início da década de 1980, os participantes preencheram questionários sobre seus hábitos de vida e históricos médicos, e depois repetiram isso a cada dois anos.

Nos 30 anos seguintes, pouco menos de 47.600 participantes morreram. Esse risco foi menor entre as pessoas que foram regularmente ativas ao longo do tempo - mesmo quando fatores como peso corporal, hábitos alimentares e tabagismo foram levados em consideração.

As pessoas que atingiram as quantidades recomendadas de exercícios foram cerca de 25% a 31% menos propensas a morrer de doença cardíaca ou acidente vascular cerebral, em comparação com seus pares sedentários. O risco de morte por causas não cardiovasculares também foi reduzido em 15% a 20%.

Para os praticantes que estavam ultrapassando as quantidades recomendadas em duas a quatro vezes, os benefícios da longevidade foram um pouco maiores.

Entre as pessoas que se exercitavam vigorosamente por 150 a 300 minutos por semana, o risco de morte por qualquer causa era cerca de 22% menor, comparado aos participantes sedentários. Doses maiores de exercícios moderados também ajudaram: pessoas que se encaixam em 300 a 600 minutos por semana reduziram o risco de morte por qualquer causa em até 31%.

Ainda assim, os resultados sugerem que as pessoas têm mais a ganhar quando deixam de ser sedentárias para atingir as metas de exercícios recomendadas.

"Digo aos meus pacientes que fazer alguma coisa é sempre melhor do que não fazer nada", disse a Dra. Erin Michos, diretora associada de cardiologia preventiva da Universidade Johns Hopkins, em Baltimore.

Michos, que não esteve envolvido no estudo, disse que as pessoas devem encontrar atividades que gostem para que a movimentação se torne um hábito de longo prazo.

Ela também enfatizou que as novas descobertas não significam que as pessoas tenham que correr todos os dias – uma perspectiva desanimadora para muitos. Qualquer movimento ao longo do dia – caminhar, subir escadas, fazer tarefas – conta como atividade física, disse Michos.

“Se você já está fazendo a quantidade recomendada de exercícios, pode se beneficiar fazendo um pouco mais”, acrescentou Michos.

Mas, ela observou, 50% dos americanos não estão atingindo essas metas.

A atividade física regular traz inúmeros benefícios à saúde, disse Donna Arnett, ex-presidente da American Heart Association e professora da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de Kentucky.

Pode ajudar a baixar a pressão arterial, aumentar o colesterol HDL "bom", controlar os níveis de açúcar no sangue e melhorar o funcionamento dos vasos sanguíneos, para citar alguns, disse Arnett.

Algumas pessoas começam a se exercitar na esperança de perder peso, mas Arnett disse que as mudanças na dieta são o principal fator de perda de peso (embora o exercício ajude a manter os quilos perdidos). A boa notícia é que pessoas de qualquer peso podem colher os benefícios do exercício para a saúde, disse Arnett.

Ela e Michos apontaram para outra descoberta do estudo: os praticantes de exercícios mais pesados ​​– chegando a 600 minutos de atividade moderada, ou 300 minutos de exercício vigoroso, por semana – não tiveram ganhos de longevidade, em comparação com pessoas relativamente menos ativas. Mas também não havia evidências de que isso os prejudicasse.

Michos, que corre maratonas, considerou isso reconfortante, já que há algumas preocupações de que exercícios de alta intensidade a longo prazo possam apresentar riscos cardíacos.

"Mas para a maioria dos americanos", ela observou, "o problema é que eles estão fazendo muito pouco exercício, não muito."


Artigos Relacionados

A importancia da atividade física para a saúde

Prática de exercícios evita 3,9 milhões de mortes por ano


Autora: Amy Norton

Encontre seus produtos para saúde e receba em todo Brasil.
Lembrou de alguém? Compartilhe!
  • Enxaguante Bucal Riohex Gard 0,12% 30ml 30 unidades - Rioquímica

    Por: R$ 69,90

    Comprar
  • Vaselina Sólida (Pomada) 30G Bisnaga Cs - Rioquímica

    Por: R$ 12,14

    Comprar
  • Enxaguante Bucal Riohex Gard 0,12% 250ml 12 unidades - Rioquímica

    Por: R$ 174,24

    Comprar
  • Vaselina Sólida (Pomada) 90G - Rioquímica

    Por: R$ 17,50

    Comprar
  • Vaselina Sólida (Pomada) 90G - Rioquímica

    Por: R$ 17,50

    Comprar