UTILIZE O CUPOM
PRIMEIRACOMPRA
GANHE 5% DE DESCONTO E 5% DE CRÉDITO EM TODAS AS COMPRAS.
CUPOM
PRIMEIRACOMPRA
5% OFF + 5% DE CRÉDITO.

Encontre seus produtos para saúde
Foto mostra uma mesa com vários legumes e algumas frutas


6 alimentos bons para fortalecer o coração adulto


Certos alimentos são essenciais para reduzir o risco de doenças cardíacas, por isso é importante comê-los para se manter saudável.


Um estudo com foco global analisou alimentos comumente considerados saudáveis para entender melhor isso.


Consumir frutas, vegetais, legumes, nozes, peixe e laticínios integrais é a chave para diminuir o risco de doenças cardiovasculares (DCV), incluindo ataques cardíacos e derrames. O estudo foi liderado por cientistas da McMaster University e do Population Research Health Institute (PHRI) em Hamilton, Ontário, Canadá.


Os pesquisadores observaram que existem várias maneiras de obter uma dieta saudável – por exemplo, incluindo quantidades moderadas de grãos integrais ou carnes não processadas.


Para o estudo, os pesquisadores analisaram dados de vários estudos que incluíram 245.000 pessoas em 80 países. Eles derivaram uma pontuação de dieta do estudo epidemiológico prospectivo urbano e rural (PURE) em andamento do PHRI. A equipe usou isso para medir os resultados de saúde em diferentes partes do mundo e em pessoas com e sem doenças cardíacas anteriores.


“Pontuações de dieta anteriores – incluindo a Dieta Planetária EAT-Lancet e a dieta mediterrânea – testaram a relação da dieta com DCV e morte principalmente em países ocidentais”, disse o autor sênior Salim Yusuf, investigador principal do PURE, em um comunicado à imprensa da universidade. "O PURE Healthy Diet Score incluiu uma boa representação de países de alta, média e baixa renda."


A pontuação se concentrou em alimentos exclusivamente protetores ou naturais.


"Fomos únicos nesse foco. As outras pontuações de dieta combinavam alimentos considerados prejudiciais - como alimentos processados e ultraprocessados - com alimentos e nutrientes considerados protetores da saúde", disse o primeiro autor do estudo, Andrew Mente, um PHRI cientista.


“Há um foco recente no aumento do consumo de alimentos protetores para a prevenção de doenças”, acrescentou. “Além de maiores quantidades de frutas, vegetais, nozes e legumes, os pesquisadores mostraram que a moderação é fundamental no consumo de alimentos naturais”.


Quantidades moderadas de peixe e laticínios integrais foram associadas a um menor risco de doença cardíaca e morte prematura, disse Mente.


“Os mesmos resultados de saúde podem ser alcançados com o consumo moderado de grãos e carnes – desde que sejam grãos integrais não refinados e carnes não processadas”, acrescentou.


Em todo o mundo, quase 18 milhões de pessoas morreram de doenças cardiovasculares em 2019 – cerca de 32% de todas as mortes, de acordo com a Organização Mundial da Saúde. Ataques cardíacos e derrames causaram cerca de 85% dessas mortes.


Com base na pontuação da dieta saudável, um dia típico deve incluir duas a três porções de frutas, duas a três porções de vegetais, uma porção de nozes e duas porções de laticínios.


A dieta também deve incluir três a quatro porções semanais de leguminosas e duas a três porções de peixe. Grãos integrais podem ser substituídos em uma porção diária, assim como carnes ou aves não processadas.


Os resultados foram publicados no European Heart Journal.


Artigos Relacionados

As bebidas dietéticas não favorecem o coração

Dietas para o coração: alimentação saudável

Confira aqui mais artigos sobre coração


Escrito por: Cara Murez

Encontre seus produtos para saúde e receba em todo Brasil.
Lembrou de alguém? Compartilhe!

Comprar Produtos